segunda-feira, 21 de março de 2016

Encontro de Caniches X


- Olá, amigos! Cá estamos de novo… Oh! Que focinho é esse? É assim com essa expressão de fadiga que vão receber o 2016?
- Olha, Rissol, olha à tua volta. Anda tudo doido. - disse o Jimy.
- Como assim?
- Vais aos super mercados vês as prateleiras limpas. Nas lojas, se guardas as compras para o fim, não encontras sortido porque arrebataram tudo.
- Ainda dizem que há crise… - lamentou-se o Rubi.
- Nas filas, alongam-se por horas e prolongamentos, os compassos de espera para pagar…
- Pára, pára. Isso é o menos, isso sabemos nós. O que é deplorável é que hoje derretem-se ofertas e cumprimentos mas é tudo superficial. Amanhã, o quotidiano volta à estaca zero. Estamos só os três, porquê?
- Os outros foram passar as festas fora de casa, com os donos.
- Vivemos uma eterna fachada. - comentou tristemente Rubi.
- Deixa de ser derrotista. Na humanidade, há bom e mau.
- Ora se não houvesse não distinguias nem um nem outro.
- Onde festejas a passagem do ano?
- Para quê? Festejar a vinda de outro pior?
- Pessimista.
- Que julgam vocês? Porventura a sociedade está melhor? Vai aperfeiçoar hábitos? Cada qual vai continuar a pensar no seu umbigo e o resto é tudo treta.
- E os corruptos vão ampliar as galerias; os violadores da moral vão prosseguir na sua maldade e sadismo. E tudo que está mal, vai continuar mal se não piorar.
- E depois só se vê gente frívola. Tem alguma piada ostentarem a sua vida no Facebook, aquilo que devia ser resguardado na intimidade do lar e da família?
- Depois é um despique…
- Uma batalha campal…
- Simplesmente ridículo.
- Vocês têm é pensamento de antiquados.
- Não! Conservador posso ser mas os tempos modernos, com o progresso, destroem as nações, fomentam a ambição e a violência.
- Progresso, dizes tu?... Progresso do retrocesso. Adeus, amigos. O melhor tempo é o que passo a dormir.