quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Mensagem Carnavalesca


Olá, Amigas e Amigos!
Como é para vós que escrevo, é para vós que dirijo esta mensagem.
Vocês sabem que a vida diária, a rotina, o cansaço e, por vezes, as perspectivas pouco claras do presente, nos levam a pensar que nada acontece de agradável que nos permita viver desanuviados. Mas a esperança e, sobretudo, a fé, obriga a que não desarmemos e aproveitemos as coisas boas, afastando as más. Pensar sempre que a seguir às lágrimas de tristeza vem logo algo de positivo. E que o menos bom da existência não passa de um condimento picante para despertar o ânimo combativo.
Aproveitemos tudo quanto nos pode trazer alegria e diversão. Polvilhemos os nossos dias da cor de um sorriso ou mesmo de uma risada, um sentido de humor, uma brincadeira.
E, por brincadeira, festejemos o Carnaval, pondo de parte as preocupações que o “Carnaval” dos políticos nos apresenta sem interrupção.
Vistam-se de fantasias, lantejoulas, brilhantes, plumagens coloridas. Brinquem com as vossas crianças, recriando o olhar nos pequenos vultos que se pavoneiam, felizes, sonhando que são príncipes e princesas, piratas, super homens e tantas outras figuras dos seus bonecos preferidos que são a sua animação de todos os dias.
Que este Carnaval não seja só da infância e da juventude mas de todos os adultos, de coração aberto, pronto a receber energias positivas.
Na quarta-feira, ao enterrar-se o Entrudo, enterrem-se também os pensamentos negativos, as fraquezas, as desavenças, os ódios. Ergam o estandarte das vossas vidas a favor dos vossos lares, da vossa família e principalmente de vós mesmos.
Com desejos de uma quadra bem passada para todos, faço votos para que as vossas almas entoem cânticos, felizes pelo dom de estarem vivos.
A terminar, deixo-vos esta máxima:

“Cada momento da vossa vida é um ponto de partida”. Beijinhos